Se Eu Fosse Ch o Quando os h spedes de um hotel s o personagens da hist ria portuguesa em diversas pocas Um hotel um mundo pequeno feito imagem do outro maior N s garantimos que a escala permane a justa sem nada aume

  • Title: Se Eu Fosse Chão
  • Author: Nuno Camarneiro
  • ISBN: 9789722057493
  • Page: 404
  • Format: Paperback
  • Quando os h spedes de um hotel s o personagens da hist ria portuguesa em diversas pocas Um hotel um mundo pequeno feito imagem do outro maior N s garantimos que a escala permane a justa, sem nada aumentar ou reduzir N o nos pe am para corrigir o que vai torto ou torcer o que anda certo Servimos os nossos h spedes e damos lhes a import ncia que merecem, ou que podeQuando os h spedes de um hotel s o personagens da hist ria portuguesa em diversas pocas Um hotel um mundo pequeno feito imagem do outro maior N s garantimos que a escala permane a justa, sem nada aumentar ou reduzir N o nos pe am para corrigir o que vai torto ou torcer o que anda certo Servimos os nossos h spedes e damos lhes a import ncia que merecem, ou que podem pagar O resto pertence justi a ou igreja, n o somos ju zes nem padres Somos art fices do detalhe e da mem ria, e n o nos pe am mais Num grande hotel, as paredes t m ouvidos e os espelhos j viram muitos rostos ao longo dos anos homens e mulheres de passagem, buscando ou fugindo de alguma coisa, que procuram um sentido para os dias Num quarto pode come ar uma hist ria de amor ou terminar um casamento, pode inventar se uma utopia ou lembrar se a perna perdida numa guerra, pode investigar se um caso de adult rio ou cometer se um crime de sangue Em tr s pocas diferentes, entre guerras que passaram e outras que h o de vir, as personagens de Se Eu Fosse Ch o diplomatas, pol ticos, vi vos, rec m casados, crian as, actores, prostitutas, assassinos e at alguns fantasmas contam hist rias a quem as queira escutar.

    • Best Download [Nuno Camarneiro] ☆ Se Eu Fosse Chão || [Science Fiction Book] PDF ☆
      404 Nuno Camarneiro
    • thumbnail Title: Best Download [Nuno Camarneiro] ☆ Se Eu Fosse Chão || [Science Fiction Book] PDF ☆
      Posted by:Nuno Camarneiro
      Published :2021-01-07T23:26:10+00:00

    About “Nuno Camarneiro

    1. Nuno Camarneiro says:

      Nuno Camarneiro nasceu em 1977 Natural da Figueira da Foz, licenciou se em Engenharia F sica pela Universidade de Coimbra, onde se dedicou investiga o durante alguns anos Foi membro do GEFAC Grupo de Etnografia e Folclore da Academia de Coimbra e do grupo musical Diabo a Sete, tendo ainda integrado a companhia teatral Bonifrates Trabalhou no CERN Organiza o Europeia para a Investiga o Nuclear em Genebra e concluiu o doutoramento em Ci ncia Aplicada ao Patrim nio Cultural em Floren a Em 2010 regressou a Portugal, sendo actualmente investigador na Universidade de Aveiro e professor do curso de Restauro na Universidade Portucalense do Porto Come ou por se dedicar micronarrativa, tendo alguns dos seus contos sido publicados em colect neas e revistas No Meu Peito n o Cabem P ssaros a sua estreia no romance.



    2 thoughts on “Se Eu Fosse Chão

    1. This book started by touching me less than the Author's previous ones, but then, as I plodded through it, it became more interesting. I especially loved the way in which the Author organized the book in function of the number of rooms and floors of the hotel, and the fact that he divides the three floors in function of different epochs (1928, 1956, 2015) and that the group of short stories for each floor always ends up with a short story centred in one of the hotel's employees In the end, althou [...]

    2. Os livros fazem-me pensar sobre o que li, sobre os locais onde me levaram, o que senti quando lá cheguei. Penso sobre o que se escreveu e imagino o modo como foi escrito. E, por vezes, leio livros em que o que não se escreve, o que não se diz também conta. Porque me oferece uma viagem diferente, em que participo, à boleia de tantos inícios e possibilidades.“Se eu fosse chão” é o meu livro preferido do Nuno. Chegada ao fim quis voltar ao início e experimentar todas as novas possibili [...]

    3. Um livrinho engraçado que se lê num instantinho! é o 1º que leio deste autor , achei giro e dá para rir!

    4. "Se eu fosse chão" é uma obra que se lê de uma só vez. É passado no Palace Hotel, onde percorremos os seus quartos e conhecemos alguns dos seus peculiares hóspedes, através de curtas passagens sobre cada um deles. Algumas personagens são interessantes e o texto está muito bem escrito, no entanto, não consigo propriamente deslindar o propósito do livro nem o que ele me trouxe de novo. Foi uma leitura agradável e nada mais do que isso, daí as 3 estrelas. Fiquei, ainda assim, curiosa p [...]

    5. Nuno Camarneiro habituou-nos a histórias aparentemente banais, do dia-a-dia, que têm na base da sua vulgaridade a própria condição humana. Este livro não é excepção. Mantém também uma sensação de proximidade com as personagens. São quartos de um hotel, são histórias de gente que por lá passa, pequenos momentos Entre amores e desamores, desesperos e suicídios, manias e obsessões, fragmentos de vida desenrolam-se sob o nosso olhar atento. Mais do que cada instante descrito a cad [...]

    6. Um hotel, 3 andares, 17 quartos por piso, 50 quartos ocupados. 50 mini-histórias de quartos ocupados, 4 mini-histórias de alguns trabalhadores do Hotel. Os 3 andares dividem-se em três anos, o que leva o leitor a percorrer vagamente a história do país, pequenas histórias de leitura rápida. As minhas mini-histórias preferidas são Alexandre, ascensorista em 1928 (piso 1), A mulher que sobreviveu em 1956 (piso2) e a da Rita, camareira em 2015 (piso3).

    7. "Tem apenas a companhia de gente morta, e os mortos fazem pouca companhia." - pág. 40"Um quarto fechado é sempre uma história por contar, enquanto não o abrirem, cada um há-de ter a sua." - pág. 124

    8. É o terceiro livro que eu leio desse escritor. Gosto muito de sua escrita.Nesse livro, cada capítulo tem 2 páginas e nos apresenta para cada um dos hóspedes de um hotel em Portugal. Ele escolheu 3 momentos no tempo: 1928, 1956 e 2015. E, em cada momento, ele descreve o que acontece em cada quarto e quem são os hóspedes. Achei interessante, porque eu já me perguntei, ao percorrer corredores de hotéis onde fiquei hospedada, quem ocupava cada quarto por trás daquelas portas fechadas.Existe [...]

    9. Nunca tinha lido nada do autor e parece-me que este não é o livro certo para uma primeira apresentação. Gostei da maneira de escrever do Nuno, mas as pequenas histórias, na sua grande maioria, não me deixaram satisfeita, não por serem curtas, mas por deixarem demasiado a adivinhar, como se fossem páginas arrancadas de um livro maior ou contos inacabados (houve apenas umas poucas que achei bem conseguidas). E porque as histórias nunca se cruzam (algo que estava à espera que acontecesse, [...]

    10. Reconheço ter precisado de um tempinho para "entrar", tanto mais que vou lendo várias coisas, e esta leitura exige uma grande contenção enquanto leitora - concentração máxima, máxima absorção e bora mudar de quarto! Cada micro conto - novo espaço, novas vidas de passagem.Progressivamente fiquei presa O Nuno escreve bem, dá o peso certo à frase, não há desperdícios narrativos.Mesmo passado em três épocas, gosto da ideia que o espaço é assim um bocadinho "Grand Budapest Hotel" [...]

    11. Que saudades daquela vez que li "No meu peito não cabem pássaros". Era isso que eu esperava encontrar aqui neste "Se eu fosse chão". Mas isso é quase impossível, bem sei. É como encontrar, por acaso, num país estrangeiro uma pessoa conhecida e depois voltar a esse mesmo país passado vários anos, ir ao local onde se deu o encontro, e esperar vê-la lá sem combinar nada previamente. Digo que é quase impossível porque sem borges, sem pessoa e sem kafka, como acontece "No meu peito não [...]

    12. Cada quarto do Hotel Palace conta uma história, duas páginas, uma, duas personagens; em 1928, o professor António de Oliveira está no quarto 102, prestes a tomar uma grande decisão; em 1956, no quarto 204, Alison e Elizabeth vivem o seu amor; em 2015, João de Deus pensa em 'quinar' no quarto 307.Micro-histórias que se lêem num fechar de olhos, divertidas, comoventes, sarcásticas, solitárias; a vida como ela é.É o terceiro livro de Nuno Camarneiro que leio.

    13. Quando a expectativa com um autor é alta, como a minha era depois dos livros anteriores do Nuno Camaerneiro, a coisa tem tendência a não correr tão bem.Sendo que à partida não sou fã de histórias breves e isso não ajuda também, este livro acabou por ser uma pequena desilusão.O estilo de escrita está lá todo e gosto mesmo muito! O problema é o resto.Venha o próximo Nuno. Rápido!

    14. Este é um Livro de Contos e que realmente nos faz pensar que há tanta coisa que se passa e tanta coisa que se desconhece atrás da porta de cada quarto de hotel, achei interessante a divisão das histórias pelas três diferentes épocas, sempre o mesmo hotel, mas as histórias foram ficando diferentes, mas muito similares. Leitura rápida, muito leve e agradável.

    15. Para mim, cada pequeno capítulo é, na realidade, um ponto de partida para muitas histórias possíveis. Se os quartos são a pequena parte da história das personagens que o autor nos fornece, então o hotel não é mais do que aquilo que nós criamos, na nossa imaginação, relativamente ao futuro e passado das personagens em questão. Gostei bastante.

    Leave a Reply

    Your email address will not be published. Required fields are marked *